O medicamento Halaven (DCI – eribulina) teve decisão de indeferimento na seguinte indicação
terapêutica:
“HALAVEN em monoterapia é indicado para o tratamento de doentes com cancro da mama localmente avançado ou metastático que progrediu após pelo menos dois regimes quimioterapêuticos para a doença avançada. A terapêutica anterior deverá ter incluído uma antraciclina e um taxano, a menos que os doentes não fossem adequados para estes tratamentos.”

O relatório de avaliação prévia encontra-se disponível na página Relatórios de avaliação prévia à utilização em meio hospitalar.

Posted on the Infarmed website on 3 November 2016