A saída do Reino Unido da União Europeia, uma alteração que terá importantes consequências na vida dos cidadãos, das empresas e da administração pública, implica a preparação e a adoção de medidas que garantam a melhor transição possível para esta nova realidade, tanto num cenário de saída com Acordo, como no caso, indesejável, de uma saída sem Acordo. As atividades de preparação e de contingência, devem resultar de um esforço conjunto, envolvendo os níveis europeu, nacional, regional e local, bem como os operadores económicos e os próprios cidadãos. A preparação para a retirada não é, portanto, apenas uma questão para as autoridades da UE e nacionais, mas também para as entidades privadas. Para uma verdadeira preparação e para uma mitigação dos impactos, todos os atores deverão assumir as suas responsabilidades.

Nesse sentido, foi criada uma nova área dedicada ao BREXIT, disponibilizando informação relevante no âmbito deste processo e que pode consultar a partir do menu principal na primeira página do site do Infarmed.

Posted on the Infarmed website on 25 February 2019