A revisão anual de preços dos medicamentos em 2015 conduziu a uma poupança superior a 13,3 milhões de euros para os utentes e de mais de 21,6 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde, de acordo com a análise agora concluída pelo Infarmed, Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde. Esta revisão abrangeu 4209 apresentações de fármacos, tendo-se registado reduções que vão desde os 10 aos 60 por cento. Os medicamentos para as doenças do aparelho cardiovascular e do sistema nervoso central foram os que mais contribuíram para a descida global de preços.



Em 2014, as reduções realizadas através deste mecanismo tinham sido menores: 11,6 milhões de euros para os utentes e 14 milhões para o SNS. 



Esta medida tem como objetivo reduzir os preços praticados em Portugal para os níveis médios de três países de referência (tendo em conta o PIB e o preço dos medicamentos) e que em 2015 são a Espanha, a França e a Eslovénia. 



Em 2015, foram sujeitas a análise 6612 apresentações de medicamentos, de 226 empresas, embora algumas tenham sido isentas de revisão, nomeadamente por serem comercializadas a preços inferiores a 5 euros por embalagem. 



Mais informação: imprensa@infarmed.pt 

 

 

Posted on the Infarmed website on 12 October 2015